...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

cHão...


Hoje a vida me disse ‘VAI’

E eu não fui

Quis ficar um pouco mais

E esse pouco foi querendo mais e mais

E fui ficando

Fui calando

Fui pensando

Mergulhando nesta falta de mim

Contida na minha presença

Às vezes minha alma tem dessas

Ausenta-se sem muita pressa

E me deixa assim sem entender

Se sou feita de viver ou de morrer

E nos intervalos destas incertezas

Mantenho minha pose e minha incoerência

Para que esta poesia que lhe diz

Minta que estou feliz

Ainda que nem você e nem eu acredite


Ok...

Ta bom...

Eu reconheço...

Hoje estou triste!




“Quem não sente a tristeza quando tem que sentir,

não sabe ser feliz quando tem que ser.”

(Kelly Maia)




Maria Rita



29 comentários:

ƸӁƷBeautiful Butterfly WomanƸӁƷ disse...

Nossa amiga...que texto profundo...é tão ruim a gente se sentir triste...seje o que for amiga...levante a cabeça e bola prá frente...pq.o mundo lhe espera de braços aberto...para lhe fazer eternamente feliz...desejo que sua tristeza passe logo...beijos queridaaa!!!

Paulo Francisco disse...

¨Se sou feita de viver ou de morrer¨
Somos assim...
Um belo texto!
Um grande beijo.

Renata Fagundes disse...

Os sentimentos mais profundos nos espremem e extraem de nós essas preciosidades, como esse texto.

Vim trazer beijinho de alegria pra você minha querida :)

Suzi Montenegro disse...

.

Que belo poema, Maria Rita!

Muitas vezes, as mais belas palavras são extraidas da mais profunda tristeza.

A tristeza passa... as palavras ficam.


Mando do meu coração para o teu: FELICIDADE!

Beijos e sorrisos muitos

.
.

Déya disse...

Nossa!

Que, nem sei dizer..
você já disse só tudo por mim..

identificação nas palavras em cheio!

Um lindo dia de paz pra vc..

beiJO e sigo com prazer...


Andréya..

Michele P. disse...

Tristeza tem fim. Sorria!

Beijos

Thiago Quintella de Mattos disse...

A toada deste poema está muito interessante.
"se sou feita de viver ou de morrer
E nos intervalos destas incertezas
Mantenho minha pose e minha incoerência". Esses versos foram os que destaco!

Ana SS disse...

É sempre tempo de ir...
:)

Gabriela Furtado disse...

Às vezes saímos de nós mesmos e esses se fazem dias tristes.
Beijos

Cacá - José Cláudio disse...

Esse é um poema que posso dizer que, além de encantar, amplia os nossos horizontes em termos de sentir e agir de acordo. Máximo, Maria Rita. bração. paz e bem.

Pérola Anjos disse...

Nem precisa do arremate, a sua poesia é a tristeza estampada, mas tão bela!

Beijos e força!

Maria Campos disse...

Olá Maria Rita !

Descobri-te hoje, num comentário a um post de Pedro Gaivota.

Não tenho blog, mas sou uma seguidora fiel dos meus "ESCOLHIDOS". Parece-me que encontrei mais uma pérola para o meu colar que me faz tão feliz !

Se permitires, aqui virei mais vezes visitar-te....

Esperando que tua tristeza passe, interrogo-me. Porque será que o sofrimento gera palavras, textos, poemas tão bonitos ?

Às tantas é uma ironia da vida, que nos arranca da tristeza através da catarse e gerando beleza...

Bj,

Maria Campos.

Lisa Alves disse...

Não deixar a vida expulsar
Não deixar a vida passar a mão
Vida que se preze anda sempre contigo
nem que seja na armadilha da contra-mão.

Everson Russo disse...

A poesia jamais mente,,,ela é a essencia dos sentimentos,,e se estamos tristes,,,a poesia tambem será triste,,,beijos de bom final de semana pra ti.

Malu disse...

Não apenas hoje , mas já alguns dias ando triste ...

Linda poesia e te ler me deixou menos triste.


Bjo Imenso.

Suzi Montenegro disse...

.

Esperamos a morte, mas, enquanto isso, vivemos!

Para sermos felizes.

Beijos e um doce final de semana pra ti, Maria Rita.

.
.

Valquíria Oliveira Calado disse...

ƸӁƷO Equilíbrio Humano

ƸӁƷ As nossas opiniões são apenas suplementos da nossa existência e na maneira de pensar de uma pessoa pode ver-se o que lhe falta.
...ƸӁƷ Deste modo tudo se equilibra: cada um de nós quer ser completo ou, pelo menos, quer ver-se como tal.
ƸӁƷ Johann Wolfgang von Goethe

ƸӁƷ Deixo um abraço de alegria pra seu fim de semana.ƸӁƷ

ƸӁƷ ƸӁƷ
ƸӁƷ ƸӁƷ ƸӁƷ


ƸӁƷ ƸӁƷ

Jortas disse...

A morte e a tristeza são inivitáveis, mas nesse intervalo vivamos o melhor que soubermos, mesmo que "Mergulhando nesta falta de mim
Contida na minha presença".
Amanhã o sol brilhará e a poesia já não precisará mentir.

Batom e poesias disse...

Eu queria ter escrito isso. Assim desse jeitinho mesmo...
Sem tirar nem por.

Além da seu talento para escrever maravilhosamente, encanta-me o seu talento para ler e compreender.
Adorei seu comentário lá no meu cantinho.

bjs
Rossana

Maria Dias disse...

As vezes a vida abre as portas do mundo mas nós ficamos com medo de nos perder por aí e morrer feito passarinho q sempre foi preso na gaiola...Sabemos q passarinho criado em cativeiro tem vida curta.Ainda nao descobri se é melhor morrer tentando ou acomodado sem nunca ter tentado.

Gostei muito desta poesia q me fez refletir...

Beijos

Maria

REGGINA MOON disse...

Maria Rita,

Belíssimo!!!

_____*_*_*_*________*_*_*_*_
___*_________*___*__________*
__*____________*_____________*
__*______ ___VOCÊ____________*
___*___________É____________*
____*_______ESPECIAL_______*
______*__________________*
________*______________*
__________*__________*
____________*_____*
______________*--*
_______________ Beijos meus....

Bom Domingo!!!

Reggina Moon

Juliane S. Rocha disse...

Vou usar uma frase que não é minha , mas se encaixa "a pior mentira é a de quem mente para si mesmo".
Adorei teus escritos estou seguindo para sempre voltar.
Beijos...

Everson Russo disse...

Um otimo domingo pra ti querida amiga e uma semana de poesia e paz...beijos e beijos.

Moreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Moreira disse...

Gostei muito da poesia, por vezes a escrita é o nosso desabafo...mas tem que ser o verdadeiro...como indica nas suas ultimas palavras ;) força

Muito obrigado pela visita ;)

Domingos Barroso disse...

a tristeza também nos alimenta a alma
(sem que se eternize no coração)

...

Beijo carinhoso.

Maria Marluce disse...

Os sentimentos entram em erupção e tecem belos poemas como o seu. PARABÉNS.

Samuel Pimenta disse...

Temos de viver certos momentos quando a vida exige que os vivamos. E não adiante fugirmos.
Penso que ainda não disse como gosto de vir aqui, quer pelas palavras, quer pelas fotos.
E muito obrigado pela amabilidade que demonstra sempre que passa pelo "Linhas".

Tudo de bom,

Samuel Pimenta.

Paulo Francisco disse...

Já que estou por aqui... vou lendo.