...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

sábado, 29 de janeiro de 2011

boCa...


Se acaso eu decidi me calar


[Entre um poema e outro]


Foi porque eu precisava me achar


Talvez entre teus olhos e tua pele nua


Talvez nesta falta de ar


Nesta tua mania de fazer sentir


Minha pulsação acelerar ao ritmo da tua


Depois de tanto brincar de voltar e partir


Nossas vidas ficaram mais vivas


E no doce encontro da tua boca com a minha


Fizemos rimas com nossas salivas





Maria Rita



18 comentários:

Sandra Botelho disse...

Querida adoro ler vc. Tem todos os sentimentos derramados em suas palavras. Parabens doce poetisa.
Bjos achocolatados

Priscila Rôde disse...

Belo DEMAIS!

Guará Matos disse...

"Bocas
Todas as bocas
Cheias
Completas de desejo
Repletas de gosto
Derramam-se
Ávidas
Em gritos de gozo" (Guará Matos).

Bjs.

Flor de Lótus disse...

Lindo de mais!
Um ótimo domingo!!

Beijosss

Pedro Gaivota disse...

Podia te explicar o que sinto quando te leio. Mas para quê se tu melhor do que ninguém o descreves.

É uma vontade de "me calar
[Entre um poema e outro]",
é uma "falta de ar",
é a "pulsação acelerar",
que me deixa sem palavras,
louco!

Beijinhos

A.S. disse...

Bebo a luz do teu desejo
na carícia da tua boca,
como se o beijo nunca se extinguisse nos teus lábios…


AL

Angélica Lins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angélica Lins disse...

Ah querida, grata pela sua visita tão delicada ao meu Vórtice. Encantador é mesmo esse lugar tão iluminado e intenso.

Amei isso: "Fizemos rimas com nossas salivas"


Parabéns pela sua escrita!

Vanessa Souza Moraes disse...

Poesia de saliva, bom...

http://vemcaluisa.blogspot.com/

Cristina Lira disse...

Nossa!
Muito lindo de se ler todos esses sentimentos expressos em cada doce linha...
Bjos no coração e excelente semana!

Cacá - José Cláudio disse...

Uau! Que coisa linda!

Abração, ótima semana. Paz e bem.

Raquel disse...

Não haveria recomeços. E obrigada, porque são pequenas frases que mudam muita coisa. :)
Gostei muito do seu blog. Escreve mesmo bem *
Um beijinho *

Renata Fagundes disse...

poesia dos sentidos onde os corpos são o papel...

lindo texto Maria Rita


beeeeeeeeeijo

tenha uma semana abençoada

Batom e poesias disse...

Ai ai ai... que lindo!

Comovida com seu comentário no meu cantinho. A cumplicidade e a compreensão é mais que bem vinda, querida.

Beijos no coração

Rossana

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

minha poeta, se vc soubesse quanto poemas assim me deixam além da minha costumeira solidão

Nilson Barcelli disse...

A poesia a dois tem outros sabores...
Gostei muito do teu poema, magnífico.
Beijos, querida amiga.

Cristina Lira disse...

Tem presente pra vc lá no meu blog Maria Rita..bjoss

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto, matérias (esporte, arte, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, turismo, biografias, sinopses de livros e filmes, curiosidades, folclore, moda, saúde, esporte, artes cênicas, biografias, etc.) em Times Roman 12.

Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a matéria. Se desejar, você pode enviar uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.

PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
machadocultural@gmail.com
http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com