...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

segunda-feira, 30 de maio de 2011

enFIM...


Não esperei flores e nem poemas de amores

Não esperei declarações e nem letras em forma de canções
Não esperei o telefone tocar e nem ouvir tua voz me chamar
Não esperei?
Sim esperei!
Que ao menos você se lembrasse.


"Mas vamos encarar os fatos, ninguém esquece aquilo que mora na pulsação. A grande verdade é que só esquecemos o que não sentimos."



Maria Rita

9 comentários:

Michele P. disse...

Maria Rita

Lembramos de tudo que nos marcou, seja de maneira positiva ou negativa.

Um abraço! Boa semana!

♥ Luciana Mira ♥ disse...

As vezes é dificil aceitar o que esperamos o contrário, mas o melhor de tudo é crescer sempre em cada situação.

Bjus

Paulo Francisco disse...

Hummmm! já esqueci de tantos momentos em minha vida.
Aguns estão entranhados em minha pele que nem escamando-a eu consigo tirá-lo.
Um beijo grande

disse...

Uma espera silenciosa.
Marcada pela minha respiração [des]ritmada a cada silêncio teu.
Um descompasso a cada lembrança...

Enfim.
O fim?

Beijinhos..

Sandra Botelho disse...

Com certeza amiga, só esquecemos aquilo que não está gravado em nosso coração.
beijos achocolatados

Batom e poesias disse...

Querida Maria Rita,
Eu já esperei tanto o que nunca veio...

Hoje, finjo que não ligo, mas ainda anseio pelas flores e pelos pemas de amores...

Bjs
Rossana

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Tudo que viemos de bom ou ruim se aloja em nossos corações e co m certeza, não esquecemos mesmo. Nascemos para sentir. Beijos

homem vulgar disse...

Mas pelo que vejo da foto, voçê esperou sentada...
Menos mal.

magda disse...

O seu site como um todo é uma obra prima, tanto pelas fotografias, mais ainda pelos textos que nos pegam de jeito, nos tocam a pele e nos deixam sem palavras. Sempre serei sua fã! bjs