...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

sexta-feira, 3 de junho de 2011

escolhaS...



Não sei quanto a vocês, mas às vezes as pessoas me cansam, é como sentir uma preguiça muito grande do resto do mundo, chamo isto de ‘síndrome da obviedade’.

Sei que posso parecer arrogante com estas minhas esquisitices, mas é a mais pura verdade, acho certas coisas tão simples, tão evidentes, que me custa acreditar que as pessoas não percebam.
Sei lá, também tenho minhas limitações, fico triste, puta, choro um montão e sei que a vida nos coloca em situações dolorosas o tempo todo [e como sei], porém existem pessoas que simplesmente escolhem o sofrimento.
Acredito que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional, chega uma hora que temos que reagir, mudar as escolhas, alterar as rotas para obter outros resultados.
Se está gorda, faça um regime!
Se está doente, vá ao médico!
Se não sabe, aprenda!
Se está em crise, busque terapia!
Se está com macumba, procure um Pai de Santo!
Se o namorado não presta, mande-o à merda!
Enfim...
O que mais me intriga é que as pessoas ficam abraçadas com os problemas e não aceitam as soluções, sempre me aparecem com um blábláblá regado a muito vitimismo.
Desculpem-me se estou sendo radical, até acho que estou, mas vou dizer algo que já disse aqui uma vez e não canso de expressar:

Não se iluda, nada muda se você não mudar!


Maria Rita

10 comentários:

Daniel disse...

Não acho que esteja sendo radical. Você apenas descreveu muito bom uma verdade. As pessoas tem mania SIM de complicar o que é tão fácil.

Me irrito com esse tipo de situação também.

Daniel

Paulo Francisco disse...

Arrogante, você!? Não... você é simplesmente, maravilhosamente, divinamente, ácida.
Um beijo enorme.

Michele P. disse...

Maria Rita

Você conseguiu definir muito bem o motivo da infelicidade da maioria das pessoas, que se deixa minguar, ao invés de erguer a cabeça, engatar uma segunda ou terceira marcha e ir viver!
Adorei o texto!
Um bom final de semana!

Eva disse...

Oi Maria Rita conheci teu blog no blog da Lena e vim aqui espiar mais de perto, adorei o que vc escreveu, muita sensibilidade e auxilia na tua percepção e vontade de um viver melhor. Te convido a conhecer meu blog, se gostar, fique por lá também. grande abraço e um feliz final de semana!

Angel disse...

Querida não é arrogância... isso é o coração puro e a sabedoria de saber que o mundo lá fora está cheio de coisas pequenas e lindas como uma borboleta em cima de uma flor, muitas pessoas não notam isso... mas é a vida da melhor forma possível
As vezes canso do mundo e das pessoas também porque elas não percebem o mundo lindo que existe nas pequenas coisas
Parece que eu mesmo escrevi esse teu texto... penso que nem você
Um ótimo fim de semana pra ti

valeria soares disse...

Arrogante não sei. Verdadeira, com certeza!

Muito bom!!!!

Elisabete Lira disse...

Seu blog é muito interessante...
Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
E http://deusemminhaalma.blogspot.com/

Gabriela Furtado disse...

Não, querida, não é só você: eu tb enjoo das pessoas; e constantemente, por sinal.

P.s sou muito grata por seus comentários carinhosos lá no meu cantinho
Um beijo enorme.

Sonica disse...

Suas reflexões são demais...viajo com vc! Concordo que às vezes dá mesmo uma super preguiça de certas pessoas q abraçam e não soltam seus problemas!
Bjs,

Elisabete disse...

É bem verdade!