...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

quaseNADA...


Admiro aqueles conselhos clássicos que geralmente dizem assim:

A vida continua

Tudo passa

Vamos rir disso

Seja forte

Blábláblá...


E de fato concordo com todos eles, aliás, é o que tem pra hoje, não dá para fugir disso por muito tempo.

Mas posso contar um segredo?

Tem hora que meu instinto de sobrevivência fica bem pouco exigente.

Só não espalha...




Maria Rita


8 comentários:

Capitu disse...

Em dado momento acho que todos nós sem querer nos sentimos assim..

beijooos

Paulo Francisco disse...

E quem já não se sentiu assim?
Ok! não vou espalhar...só vou abrir este blog pra mostrar pra alguns amigos...
Um beijo.

dja disse...

sabe que é verdade mesmo tem hora que a gente fica assim mesmo.
bjinhoss no coração,

dizcorra disse...

Essa vida em faixa contínua é complicada.

=D

Abraço!

Cacá - José Cláudio disse...

Traduzir uma essência humana em poesia é o melhor dos mundos. E você é nota dez nisso. Abraços, Maria Rita! Paz e bem.

Sabiana M. disse...

é um desdém necessário... pra reiniciar com mais força e folga!

adorei aqui!

bjus!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

a vida sempre continua
a fotoe o texto dizem muitas coisas

JasonJr. disse...

:)