...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

eNtão...


Vamos viver assim...



Como se eu não estivesse em você


Nem você estivesse em mim,


Mas sei lá,


Estou quase me acostumando,


Seu rosto está quase se apagando,


E quando eu quase me esqueço


Aí me lembro ainda mais!





Maria Rita



4 comentários:

Guará Matos disse...

Lembranças de um caso de amor.

Bjs.

Samuel Pimenta disse...

E é essa lembrança que, por vezes, no arranca um sorriso, ou nos deixa os olhos rasos de lágrimas.

Tudo de bom,

Samuel Pimenta.

Renata Fagundes disse...

" e cada vez que eu fujo eu me aproximo mais" Ana Carolina

to em falta mas to tentando estar presente...dias loucos...rsrs

beeeeeeeeijo Maria Rita

LUZIA disse...

As lembranças sempre vêm à tona, sempre voltam...

Lindo!!