...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

sábado, 25 de setembro de 2010

tEmpO



[Ele!]
Tempo...tempo...tempo...tempo...
Passa sem ninguém ver
Laceia a alma e aperta o peito
E no átimo de um segundo tudo se altera
Para logo em seguida dizer...
[Espera!]
Desafiando paciências
Ajustando incoerências
Mesclando entre o bem e o mal estar
Em uma dança cheia de movimentos
Nos invade com o que só ele pode ensinar
[Só o tempo!]
Faz o espírito aprender
Substituindo maldades
Por sorrisos e amores conquistados [ou não]
Eternizando verdades
Nos provando que nunca nada é em vão
[Renasço!]
Em vidas e mortes diárias
Para novos tempos chegar
Embalados por este ‘Senhor’ da razão
Aprendemos muito com cada ato
Amor...Dor......Alegria...Ilusão...
[Fato!]




“Por seres tão inventivo

E pareceres contínuo

Tempo Tempo Tempo Tempo

És um dos deuses mais lindos

Tempo Tempo Tempo Tempo”

(Caetano Veloso)



8 comentários:

aluisio martins disse...

seu perfil assim com este poema revelam a sabedoria de quem viveu e soube colher flores entre espinhos. uma alma maior e mais poeta que me felicita ter em distancia, mas ter por perto. me permita essa troca divina de crescer o espirito com a paciência - ciência da paz.
abs

Noe* disse...

Olá :)
Fiquei contente com a sua passagem em meu blog!
Obrigada mesmo...
Volte sempre
LUZ =*

Samuel Pimenta disse...

O tempo tem esse efeito belíssimo de nos inspirar e suspreender!
Muito obrigado pelas amáveis palavras que deixou no Linhas!

Tudo de bom,

Samuel Pimenta.

Cadinho RoCo disse...

No tempo do nosso tempo o tempo outro a nos remeter a outro numa sucessão sem fim.
Cadinho RoCo

disse...

Ele sempre a nos falar l e n t a m e n t e... pronto pra ensinar v a g a r o s a m e n t e tudo aquilo que insistimos em querer r a p i d a m e n t e.

Leo disse...

Bravo!

que postagem mais linda, já te sigo pra não perder nunca mais.

fizeste jus ao titulo do blog, despertou essência!

e também uym beijo!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"Faz o espírito aprender
Substituindo maldades"
esse mesmo tempo nos faz tantas alegrias que pro vezes o espírito se aprender no caminho

Cadinho RoCo disse...

Já de volta.
Cadinho RoCo