...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

pRoNta...


Certa vez ela perdeu a fé nos seres humanos a tal ponto que chegou a ter medo de nunca mais conseguir encontra-la.

Surpreendeu-se com sua capacidade de criar desculpas para justificar questões injustificáveis, quando bastava apenas a mudança de certas atitudes para evitar lágrimas bem prováveis.

Caminhou à margem de si mesma com tantos “se’s” na cabeça que nem sabia mais ao certo se já haviam passado 365 dias ou um único dia 365 vezes.

Cansou!

Subitamente empenhou-se a fazer da vida algo além de um punhado de palavras inertes em um papel empoeirado, desistiu de querer encontrar a fé olhando para os lados. Estava ciente de que seria uma tarefa solitária, ainda que necessária.

Fartou-se de ouvir [e dar] belos conselhos e encontrou finalmente a fé quando decidiu olhar-se no espelho.



“Andamos tão desencantados

que ser decente parece virtude,

ser honesto ganha medalha

e ser mais ou menos coerente

merece aplausos.”

Lya Luft



Maria Rita



19 comentários:

disse...

E o que fazer quando se perde a fé em si próprio?

Paulo Francisco disse...

O espelho revela a alma. Tomo cuidado sempre que tenho que encará-lo.

Maria Rita disse...

Quando perdemos a fé em si ficamos à mercê do bom e velho amigo "tempo"...até pq...como se encontrar sem nunca se perder?

Samuel Pimenta disse...

O encontrar-se em si mesma garantiu-lhe a manutenção da sua existência enquanto ser humano com fé. Um texto repleto de simbolismo, adorei.

Tudo de bom,

Samuel Pimenta.

Sandra Botelho disse...

Complicado é quando perdemos as forças pra recuperar a fé. Bjos achocoaltados

Michele P. disse...

Maria

Agradou-me o tom introspectivo/reflexivo do texto.


"Perder-se também é caminho" (Clarice Lispector)

Um abraço,
Michele

Pérola Anjos disse...

E de tanto acreditar, fechou os olhos e conseguiu enxergar o que imaginou que fosse invisível e inatingível: eis a fé.

E como disse o Gil: "A fé não costuma faiá"

Beijos!

Luna Sanchez disse...

"Caminhou à margem de si mesma..."

Passei por isso há pouco tempo. Como dói!

Beijos, lindo texto!

ℓυηα

Marcos de Sousa disse...

“Andamos tão desencantados
que ser decente parece virtude,
ser honesto ganha medalha
e ser mais ou menos coerente
merece aplausos.”
Nada mais que a pura e amarga verdade.

Renata Fagundes disse...

quando nos despojamos de tudo que camufla nossa alma encontramos a fé..

Lindo texto Maria Rita

beijos cintilantes

Cristiane disse...

Amei o texto, Maria Rita! A gente pode até perder a fé nos outros, mas não na nossa capacidade de superação! :D

Colombina disse...

Concordo com o texto, a fé está em nós mesmos, no entanto, demoramos tanto pra chegar a essa conclusão.
E o texto é impecável.

Ana Gaúcha _Professora disse...

oieeeeeeeeee
M@RITA!!!!

bom vir Ler vc e seus Posts

“Andamos tão desencantados

que ser decente parece virtude,

ser honesto ganha medalha

e ser mais ou menos coerente

merece aplausos.”
Lya Luft
_____________

bjsssssssssssss LINDA

Noe* disse...

Vc e Lya se encontraram nesses textos!!!

Um beijo e obrigada pela visita em meu blog :)

Bjks =*

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Quando alguém perde a fé em si mesmo, perde tudo. *Fé* é algo que está dentro de nós. Belo texto!

"Quero, um dia, dizer às pessoas que nada foi em vão... Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas, que a vida é bela sim e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena.


Mário Quintana"

Beijos
Renata

Paulo Francisco disse...

Voltei pra ler de novo.

Enttreaspas disse...

Belo texto!
Maria Rita, as vezes, mesmo quando nos olhamos no espelho, não conseguimos nos identificar a imagem que reflete pois ela aparece distorcida, fora de foco talvez... então resolvemos procurar a resposta fora de nós, no mundo, nas pessoas ou em alguma coisa que possa justificar o porque disso ou daquilo, do que possa fazer a gente ter fé em nós de novo.
E... na verdade, tudo o que procuramos esteve sempre dentro de nós, e... nós, nessa pressa de alcançar nem percebemos.

Estás convidada a conhecer meu blog www.enttreaspas.blogspot.com

Beijos e sucesso sempre.

rívea duarte disse...

Quando perdemos a fé em nós é o fim, temos que "renascer" para encontrá-la, sem ela a vida fica extremamente pesada, dolorida .. . É um eterno buscar!

Encantada com as suas palavras, Maria Rita. É de uma leveza, doçura, intensidade pura.

Um beijo afetuoso,
,)

gui disse...

Me tocou essa parte:
"Surpreendeu-se com sua capacidade de criar desculpas para justificar questões injustificáveis, quando bastava apenas a mudança de certas atitudes para evitar lágrimas bem prováveis."

Muito bom conhecer seu blog.Parabens!