...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

RespirAR


Acredito que poetas e poetisas precisam mergulhar em suas palavras para não submergirem em si, repletos de linhas criadas com esmero [ou não], somos nossas inspirações e viajamos nos perfumes, tempos, pensamentos e infinitas possibilidades que lançamos ao vento com o simples intuito de arrancá-las do peito e deixá-las voar por aí, simplesmente livres para existir.

Eventualmente esse ritmo diário alimenta uma vontade de algo indefinido que me faz querer partir sem saber pra onde ir. É uma vontade imensa de juntar-me a estas letras e sair pelo ar conjugando o verbo ‘fugir’. Levaria comigo apenas essa vontade extrema de querer tocar o céu transbordando os meus cansaços e alinhando em meus braços essa paz que [mereço] preciso ter.



"Um dia desses,

eu separo um tempinho

e ponho em dia todos os choros

que eu não tenho tido tempo de chorar."
(Carlos Drummond de Andrade)



Maria Rita



20 comentários:

@febrandao disse...

O bom de escrever é essa variedade, esse poder que temos de ser e viver tudo o que assim quisermos. Basta um lápis e um papel em branco. :D

Lua disse...

Balo texto.
Muito obrigado pelo carinho.

bom ferido, bjo ;)

Samuel Pimenta disse...

Texto maravilhoso, de tão verdadeiro que é!

Tudo de bom,

Samuel Pimenta.

Michele P. disse...

Ler-te reconforta, instrui, permite o recolhimento e o auto-conhecimento!

Lindo!

Leo disse...

Fugir com as palavras
escrever estrelas
acentuar sentidos

tudo bonito no ar

Um beijo!!

The Blues Is Alright disse...

Então, eu preciso de terapia! =/
O que eu escrevo, quero jogar no lixo, por isso escrevo em blog e não releio mais. Ou seja, se eu for junto com minhas letras, eu vou pro lixo, junto com restos de comida, de banheiros e etc (isso se eu não for uma pessoa educada e separar lixo limpo e orgânico). Beijo!

Tangerina disse...

tem um cara, o Bruno, o recifense, aquele que eu cito várias vezes no blog...
e o Bruno escreve poesias... e um dia ele escreveu uma pra mim, uma brincadeira com meu nome.... achei linda.
mas ficou mais linda ainda quando ele me recitou pessoalmente entre seus braços...
passei não só a admirar a poesia... eu passei a amar... assim como também a amar meu poeta favorito....

um beijo.

Universo Paralelo em Versos disse...

Passeando pelo teu blog, linhas versos, frases reflexões, maravilhoso blog.... não resisti estou a te seguir....abraços!

Cadinho RoCo disse...

Nós é que somos os comandantes do tempo do nosso tempo.
Cadinho RoCo

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Maria Rita,

Verdade, também possuo vontades de "fugir" de vez em quando e procurar refúgios para me confortar...

Bonito...

Beijos e obrigada pela visita,

Sandra Botelho disse...

O poeta é ou está em tudo que escreve...
É livre. Nada aprisiona a alma do poeta.
Bjos achocolatados

Sandra Botelho disse...

Voltando para lhe desejar um lindo final de semana.
Bjos achocolatados

Flavio Ferrari disse...

Que te acometa a paz da catarse ..

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Sabes que escrevendo, muito do que somos sai de dentro, ainda que nem o saibamos que estava lá. Esscreve e chora e terás a merecida Paz*
Pra ti, querida!

TU ME CHAMAS
Tu me chamas e inconscientemente te sigo
Por trilhas que nem a razão entende
Com tal apelo que o meu coração ao teu se rende
Gosto de estar contigo!
Ainda que seja ao telefone, num alô
Para uma conversa descontraída
Onde falamos de amenidades, de nós, da vida
E muitas vezes também de amor
Como vês, naturalmente, sem sentir
Cresceu a minha admiração por ti
Ocupas hoje o centro dos meus sonhos e fantasias
Repuseste em mim a alegria
Acordaste a minha ternura, o meu carinho
Mostrando-me que o meu querer passa
por teus caminhos
Assim, me entrego por inteiro a ti,
Com paixão e com carinho, beija-me
by Renata Cordeiro

Beijos e Bom Fim de Semana
Renata

Liene disse...

Oi Maria Rita!

Passando para agradecer a sua linda visita e as palavras cheias de carinho deixadas em cantinho...

Que belos textos encontrei aqui, minha querida! Voltarei mais vezes para saborear com calma cada palavra tua!

Um abraço carinhoso e bom final de semana!

゚・*:.。.。.:*・Beijos mil!・*:.。.。.:*・゚

Tatiana disse...

Muitas vezes tudo o que mais queremos é ter asas e voar livre...
A vida nos faz ter amarras e elas fazem sangrar a alma muitas vezes!
Que a leveza de um novo dia possa acalmar o vosso coração!

Beijos

Paulo Francisco disse...

¨Levaria comigo apenas essa vontade extrema de querer tocar o céu transbordando os meus cansaços e alinhando em meus braços essa paz que [mereço] preciso ter.¨

NÃO PRECISO DIZER MAIS NADA!!!!
BELO TEXTO.

Amanda O. disse...

Já tem mais de 15 minutos que eu tento escrever um comentário sobre o seu texto e não sai nada. Fiquei sem palavras! Muito bom!

Abraços.

Lou Vilela disse...

Olá, Maria Rita!

Passando para agradecer e retribuir a sua gentil visita.

Parabéns pelo espaço - um olhar visceral!

Abraços,
Lou

Paulo Francisco disse...

Voltei pra ler mais uma vez.....