...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

domingo, 3 de julho de 2011

moldurA...


Costumo falar que escrever é pintar com letras a tela da nossa existência, mas às vezes deixo algumas telas vazias, para ver se no branco da minha poesia consigo dizer o que minhas palavras não foram capazes de explicar.





Maria Rita

5 comentários:

Long Haired Lady disse...

nesses vazios residem as nuances de cada um...

Rafael Castellar das Neves disse...

Opa!! Muito bom isso, hein?! Gostei e concordo!!

[]s

Renata Fagundes disse...

muitas vezes uma tela em branco mostra tudo

beeeijo Maria Rita

Vieira Calado disse...

E por muito que se queira


às vezes não há palavras para explicar!

Bjsss

MOISÉS POETA disse...

á parte , a poesia continua a sua trajetória ...

beijo!