...minha escrita até pode ser autodidata,
mas está bem longe de ser autobiográfica...

quinta-feira, 24 de março de 2011

foMe...


Toque

Toque-se

Se toque!


Sinta

Sinta-se

Se sinta!


Ame

Ame-se

Se ame!


Sem isso meu bem

Fica muito pobre

Gostar de alguém




[Só vive de migalhas aquele que morre de fome de si!]





Maria Rita


18 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Não sei se é impressão, me corrija se não for, mas percebi dupla intenção nesse gostoso poema. mas cima de tudo vi também o amor próprio. Amar a si mesmo primeiro, para saber amar a outros. Beijos e parabéns. Eu também me amo me toco, me sinto muito.

Paulo Francisco disse...

Estou rindo com a acidez deste texto. Muito bom!
Um beijo grande.

Sonica disse...

Gostei demais!
Bjs

Guará Matos disse...

Toco e me toco...
Me perco nos tremores
Sinto-me em cada espasmo
Fazendo amor comigo.

Bjs.

Rodrigo Tomé disse...

"Foi tão difícil pra eu me encontrar
É muito fácil um grande amor acabar, mas
Eu vou lutar por esse amor até o fim
Não vou mais deixar eu fugir de mim
Agora eu tenho uma razão pra viver
Agora eu posso até gostar de você
Completamente eu vou poder me entregar
É bem melhor você sabendo se amar"

(Eu me amo - Ultraje a Rigor)

Beijos...
e obrigado pela visita!

Rodrigo Tomé disse...

Ah! E a foto é perfeita!

Oficial e Cavalheiro disse...

Não será melhor eu te tocar, tu me tocares, eu te sentir. tu me sentires, nós nos amarmos?
Acredito que fica mais rico...

Daniel disse...

Posso dizer que sou um cara de sorte porque eu e minha futura esposa temos tudo isso e mais um pouco. Claro que dentro do que nós dois gostamos. Posso dizer que é muito bom quando os amantes realmente se entendem.

Beijo
Daniel

dja disse...

uauuuu

lindo poema

beijos

ótimo fim de semana

Flor de Lótus disse...

Oi,Maria!Nossa que lindo poema, intenso e ousado em cada verso, adorei a última frase "Só vive de migalhas aquele que morre de fome de si!"
Bem verdadeiro!
Beijosss

Michele P. disse...

Maria Rita

Eu tenho fome de mim e de tudo que ainda não vivi.
Mas o poema me fez maior... Ousado e coerente!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

o desespero do texto a rápidez da palavra e longe o desejo qeu traz calor e frio ao mesmo tempo

Taynar disse...

Sempre.

Bjo, moça

andreiaborba disse...

Olá!
Vim conhecer seu blog e fiquei encantada!
Extremamente inspirador!
Resolvi ficar por aqui! :-)

Quanto ao post, maravilhoso!
"Só vive de migalhas aquele que morre de fome de si!" E isso é a mais pura verdade!

Abraços, Déia

Long Haired Lady disse...

pegou pesado e de jeito!

Rosinha disse...

Maria Rita, que linda vc é, que encanto é aqui, escreves com alma, eu gosto, eu devoro.
Adorei sua visita lá na minha alma, volte sempre. Eu já estou aqui.

xero na alma

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"Fica muito pobre

Gostar de alguém
"
esses versos finais e a imagemqeu sugere masturbação nos diz muito

Batom e poesias disse...

Poema fantástico!
E a frase do final é um espetáculo!!!

bjs
Rossana